Em 2003 visitei uma exposição em Paris com figurinos e fotos de Marlene Dietrich e foi amor a primeira vista por essa alemã nascida em 27 de dezembro de 1901 (mesma data em que nasci oitenta e quatro anos depois). Marlene Dietrich foi uma atriz que alcançou fama internacional por seu papel como Lola-Lola no filme O Anjo Azul de 1930. Ela atuou em dezenas de filmes e foi uma das atrizes mais bem pagas de sua geração. Dietrich tinha fortes convicções políticas, já morava nos Estados Unidos durante a segunda guerra e se recusou a retornar a Alemanha quando foi abordada por representantes do Partido Nazista. Ela criou um fundo para ajudar refugiados judeus a escaparem da Alemanha, doou todo seu cachê de um filme em 1937 para ajudar refugiados e se naturalizou americana em 1939. Dietrich foi ícone da moda e é a minha musa maior. Certa vez ela disse: “Eu me visto para mim. Não para a imagem, não para o público, não para a moda, não para os homens”.

A primeira foto é de Cecil Beaton (1937) e a minha preferida.

Foto: Milton H. Greene (1952)

 Viva a memória de Marlene Dietrich!